Diálogos entre o direito e o urbanismo em Fortaleza

Evento do IBDU na cidade atraiu estudantes e profissionais da área e dialogou sobre o direito à cidade

Rodas de conversa foram realizadas pelo IBDU durante o mês de novembro na região nordeste, em cidades como Fortaleza, Salvador, João Pessoa e Recife. Estudantes, pesquisadores e profissionais da área dialogaram, acima de tudo, acerca do direito à cidade e os encontros entre direito e urbanismo.

O pontapé inicial das rodas aconteceu em Fortaleza, no dia 12 de novembro. No âmbito do 3° Encontro de Urbanismo Colaborativo, realizado pelo COURB – Instituto de Urbanismo Colaborativo, na UniFor, estudantes e profissionais estiveram envolvidos ativamente nos “Diálogos entre o Direito e Urbanismo pelo direito à cidade”.

Aproximadamente 60 pessoas participaram da roda e dos debates propostos por ela. “A sala estava lotada, muita gente interessada em discutir, dialogar e fazer perguntas, colocando-se em relação às questões que cercam o direito e a moradia”, diz Ligia Melo, coordenadora da região nordeste do IBDU. A conversa girou em torno de como o  direito e urbanismo vão se encontrando e buscando soluções em conjunto.

Recém formado, Guilherme Bezerra fez fala interessante sobre sua monografia, cujo trabalho fala a respeito da mais-valia e da financeirização da terra urbana em Fortaleza. Houve apresentação do NAJUC – Núcleo de Assessoria Jurídica Popular da Universidade Federal do Ceará – sobre as ZEIS de Fortaleza, que acabaram de ser regulamentadas, explicando a situação que enfrentam em face da dificuldade que o poder público tem em regularizá-las.

Com o balanço dos resultados do evento, outros encontros serão planejados para o ano que vem. “A roda de conversa demonstrou que há muita gente disposta a participar do debate e dialogar frente às questões latentes tanto no direito quanto na arquitetura e urbanismo”, afirma Ligia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *